Para o meu eu de tempos atrás

13/09/2016
Postado por Denis Araujo

image_tumblr_denis

Você cresceu. E não falo de ter um cabelo maior (ou a falta dele), nem mesmo por ter um corpo diferente. Você cresceu porque a escola da vida realmente te ensinou. E se isso te soa clichê, espero que esteja sentado enquanto lê sobre si mesmo. Talvez algumas linhas sejam insuficientes pela sua história, mas espero que te signifique alguma coisa.

Sabe aquele sonho de fazer faculdade? Você o realizou. Mesmo. Você frequentou as aulas (ao menos boa parte delas, porque existe uma universidade ao lado da sua chamada “bar”, que vai te ensinar coisas que cadeira alguma poderá). Mas sabe seu diploma? Você nunca foi buscar. Mesmo. Porque, cá entre nós, era isso que queria? Sabemos que não. Sabemos que queria algo maior e nós fomos atrás.

Sua família? Você descobriu o que ela significa, verdadeiramente. Aqueles seus irmãos de tantas brigas tornaram-se seus melhores amigos sem que percebesse. Sua mãe? Hoje ela sabe tudo sobre você, mesmo sem dizer uma palavra. Mães realmente sabem, assim como pais também. E você vai aprender com eles a ser alguém e, muitas vezes, a não ser alguém como eles.

Você vai perder pessoas. Porque a vida é cheia de perdas e essa é a parte mais difícil. Pessoas que você divide sua mesa de café da manhã ou encontra nos passeios por aí logo não estarão mais ao seu lado. É duro te dizer isso.

Por outro lado, você vai ganhar pessoas. Gente especial entrará na sua vida: umas chegam pra ficar, outras passam para deixar algo de si e levar um pouco de ti. Você vai viver histórias incríveis, conhecerá outras tantas maravilhosas. Amizades reais passarão a ser contadas nos dedos e isso é ótimo pois estarão ao seu lado, sempre.

Você vai rir muito, de doer a barriga. E vai dançar (sim, você!), vai pular e vai perder a voz. E vai beijar, vai transar bastante. Vai sim. Sério. É sério, vai mesmo. Vai ter períodos sem pegar ninguém também – normal. Não se assuste: a vida oscila muito, de formas estranhas. Você vai culpar os astros (cuidado com Leões, Arianos e  Escorpiões, pfvr), as pessoas e até a si mesmo. Muitas vezes irá preferir ficar assistindo Netflix (você logo saberá o que é e vai adorar) a sair com gente desinteressante.

A grande verdade é que tudo é uma grande caixa de surpresas e, ao abrir a tampa, muita coisa acontece. Como o amor, por exemplo. Você não casou – e talvez não o faça. Filhos? Não sei. Mas é certo que você vai amar. Sinto dizer que esse teu namoro vai acabar em breve, mas passará a entender que é para o seu próprio bem. Amores virão a todo instante, de verdade: alguns correspondidos e a maior parte deles não.

Você vai chorar por amor e por mil outras coisas pois as tristezas também virão. Lembra que te contei que vai rir de doer a barriga? Igualmente irá chorar de soluçar. Mas confie quando digo que a cada lágrima que escorrer, um aperto a menos terá no peito e um aprendizado a mais terá na vida. Chore muito, viva muito!

Se eu pudesse te dar um conselho, diria para respirar fundo e dedicar-se àquilo que realmente vale a pena. Abrace mais, bem apertado. Perca o ar num beijo, preencha-se de sorrisos celebrando com quem realmente deseja ter por perto. Esteja mais perto dos seus amigos e da família. A propósito, diga hoje que os ama. Declare seu amor para quem você quiser.

Perceba que tudo estará bem. E quando não, feche os olhos por uns minutos. Tudo ficará bem. E tudo vai dar certo, é normal ter medo. Se der medo, vai com medo mesmo, ok?

Um beijo e um abraço, de você mesmo. Nós nos amamos.

P.S: esse seu corte de cabelo está péssimo.

E você, o que diria para o seu eu de tempos atrás?

Os textos deste site pertencem exclusivamente aos seus autores e estão protegidos por copyright. É proibida a cópia integral ou parcial do seu conteúdo, sem a autorização prévia do autor, mesmo que citando a fonte.

Deixe seu comentário: