O sincerão

06/01/2017
Postado por Marina Barbieri

Sabe esse cara com quem você está saindo? Eu o conheço! Já saí com ele. A minha mãe também já. E as minhas tias. E primas. E amigas. As minhas leitoras também. E a minha vizinha. E as amigas das minhas amigas. E as mães das minhas leitoras. E as primas das minhas tias. E por aí vai.
Todas nós já saímos, estamos saindo ou um dia sairemos com esse cara.

Eu sei o que ele diz pra você.
Ele diz que gosta muito de você, que ele não quer te perder, mas que a relação de vocês não precisa de rótulos.
Ele diz que você é diferente, especial, mexe com ele, mas ele quer ir com calma e por enquanto é melhor as outras pessoas não saberem de nada.
Ele diz que é sincero com você, que o maior medo dele é te fazer sofrer, mas que agora ele não pode te dar o que você merece.
Ele diz que você é a pessoa certa no momento errado, que o problema é ele e não você, que ele precisa arrumar a vida dele antes de se envolver com alguém.

Ele te apresentou aos amigos. Ele te apresentou a família. Ele sente ciúmes de você. Ele te chama por apelidinhos carinhosos. Vez ou outra ele até ensaia uma fofurice inesperada. Vocês viajam juntos, vocês dormem juntos, vocês levam uma vida de casal, mas ele faz questão de a todo momento te lembrar que vocês não estão numa relação, mesmo que você não tenha perguntado, dito, ou deixado a entender nada.
E segundo o próprio, ele só está te dizendo isso porque quer ser sincero com você, pois tem medo de que você confunda as coisas e acabe se magoando.

Meus pêsames, minha amiga, você acaba de encontrar o “sincerão”. 

O sincerão é aquele cara que vomita discurso de sinceridade, quando na verdade não passa de um manipulador mentiroso. Ele diz que a preocupação dele é não te fazer sofrer, mas na verdade ele não está nem um pouco preocupado com os seus sentimentos.
Esse jogo se baseia exclusivamente nele e em seus desejos mesquinhos. Nunca foi sobre mais ninguém.

Quando ele diz que não quer que os outros saibam de vocês dois, mas não se importa que amigos e familiares saibam, você sabe quem são esses outros aos quais ele se refere, não sabe?
São as outras mulheres!

Esse cara não quer botar a perder os outros esquemas dele. E não se iluda, todo o papinho dele gira apenas em torno dessa única preocupação.

Ele é carinhoso com você para que você realmente acredite que ele gosta de você. Mas sempre da forma mais privada possível.
Ele não te faz esquecer nem por um segundo que vocês não estão em uma relação séria. E quando ele diz séria, ele quer dizer monogâmica.
Dessa forma ele pode ter tudo de você, como em uma relação séria (monogâmica), como carinho, afeto, sexo, etc, sem que para isso ele tenha que te oferecer algo que você queira. Provavelmente monogamia.

O sincerão gosta de ter o controle absoluto da relação (não séria, como ele faz questão de frisar) de vocês.
Vocês só se veem quando ele quer te ver. Vocês só se falam quando ele quer falar com você. Vocês só fazem o que ele quer fazer e quando ele quer fazer.
Porque quando ele não quer, ele inventa um compromisso inadiável, ou no pior dos casos, não atende a sua ligação, não responde as suas mensagens, para dois dias depois aparecer inventando uma desculpinha qualquer e com meia dúzia de palavrinhas bonitas te convence a terminar a noite no motel ao lado da casa dele.

Esse cara quer te manter, o máximo de tempo que ele conseguir, exatamente no ponto onde você se encontra atualmente: nesse terrível e cruel limbo sentimental, onde você não sabe de nada, não tem garantia de nada, e nem tem o direito de falar nada.

Esse cara não gosta de você. Esse cara não gosta de ninguém além dele mesmo.
Porque no dia em que ele encontrar uma mulher ao qual ele goste de verdade, esteja preparada para vê-lo engolindo suas próprias palavras e assumindo a porra toda com ela.
E prepare-se principalmente para saber disso pelos outros. Porque eu te garanto que esse cara não terá nem o trabalho de te avisar de alguma coisa.

Uau, que cara legal é esse sincerão, hein?

Não existe esse papo de medo em se tratando de namoro. Medo de quê? Namoro não é um tubarão de 5 metros vindo em sua direção enquanto você segura uma faquinha de passar manteiga no pão.
Namoro é apenas um nome inventado para nomear duas pessoas que se gostam e se dedicam uma a outra.
Namoro não é casamento. Não precisa de documento assinado em cartório. Não precisa de promessas vitalícias. Não precisa juntar as escovas de dente. Não precisa nem pagar advogado de separação caso não dê certo.
Namoro só precisa de vontade, respeito e sinceridade. E é justamente isso o que falta nas pessoas que correm de namoro como o diabo corre da cruz.
Falta vontade. Falta respeito. E falta principalmente sinceridade.

Se o sincerão fosse realmente um cara sincero, de duas, uma: ou ele te proporia um relacionamento aberto ou sairia do seu caminho e te deixaria livre para encontrar alguém disposto a te dar o mínimo de respeito e sinceridade que você merece.

Quem realmente não quer te fazer sofrer, não te faz sofrer. Simples assim. Não precisa de conversinha, de drama, de papinho, de nada.
As pessoas não são quem elas dizem ser. Elas são quem elas mostram ser.
E é isso o que o sincerão te mostra desde o início. Você só precisa querer enxergar.

Os textos deste site pertencem exclusivamente aos seus autores e estão protegidos por copyright. É proibida a cópia integral ou parcial do seu conteúdo, sem a autorização prévia do autor, mesmo que citando a fonte.

Deixe seu comentário: